Sem poluentes e mais silencioso, ônibus elétrico é aprovado por usuários

“É a primeira vez que ando em um ônibus elétrico, e a experiência foi muito boa.” A opinião é do tecelão Nelson Aparecido da Silva, que partiu da Vila Marlene ao Terminal Vila Arens a bordo de um ônibus elétrico, em fase de testes no transporte coletivo de Jundiaí. Com autonomia de 250 quilômetros, sem emissão de poluentes e ruídos, o veículo permanecerá em circulação pelas ruas de Jundiaí por 30 dias, em diferentes linhas. “Acho que é o caminho do futuro, principalmente se pensarmos nos benefícios ao meio ambiente”, declarou Nelson. 

O veículo possui 36 lugares sentados, espaço para cadeira de rodas e para 34 passageiros em pé. Suas baterias são carregadas através de um carregador ligado à rede elétrica de tensão entre 220 a 380V, que fica na garagem do veículo. Além de ser mais silencioso e não poluir, o ônibus oferece uma condução mais “leve” para os passageiros.

Foi justamente isso o que a auxiliar de produção Rafael Silva, de 22 anos, percebeu. Na companhia de sua prima, ela foi do Terminal Cecap ao Poupatempo. “Estou gostando bastante da viagem com esse ônibus, que é mais macio e menos barulhento na comparação com os outros”, disse ela.

Funcionária de um supermercado na região do Cecap, Simone Nogueira Pereira também aprovou o uso do veículo elétrico nas ruas de Jundiaí. “É muito positivo quando há, do poder público, esse tipo de preocupação com o meio ambiente”, afirmou. “E por ser mais silencioso, contribui demais.”

“Com o ônibus elétrico em circulação, queremos compreender o funcionamento e os benefícios dessa tecnologia, levando em conta as características de nossa cidade”, declarou o gestor de Mobilidade e Transporte, Aloysio Queiroz. O veículo foi cedido por sua empresa, a BYD Brasil (localizada em Campinas), sem custo para o município. Ele estará em atividade em diferentes linhas troncais, ou seja, aquelas que ligam terminais urbanos.

O tecelão Nelson está com uma camiseta preta a cinza, em frente ao ônibus parado na plataforma
O tecelão Nelson Aparecido, após a viagem, elogiou a iniciativa e disse que esse é o caminho do futuro

Investimentos
Com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana, a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) deu início, no ano passado, à construção do Plano de Mobilidade Urbana. Seu objetivo é pensar em alternativas para fluxo de veículos e em investimentos para a abertura de mais ciclovias e mais espaços e estímulos à caminhabilidade, além de outros benefícios. O plano está pronto e seu projeto de lei será enviado à Câmara Municipal de Jundiaí, onde será apreciado.

Além disso, a Prefeitura tem feito importantes investimentos para dar mais conforto aos passageiros, como a integração, no ano passado, de 20 ônibus com ar condicionado, a consolidação da tecnologia embarcada para pagamento com cartão de crédito e débito por aproximação em toda a frota e a presença de quatro câmeras de segurança em cada veículo.