Estado emite autorização provisória para permanência da Mata Ciliar

A Associação Mata Ciliar de Jundiaí (SP) anunciou neste sábado (22) nas redes sociais sobre o possível fechamento do local alegando que Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do estado de São Paulo indeferiu as autorizações de instalação e de uso e manejo da fauna silvestre.

Segundo a Mata Ciliar, chegou um ofício do governo com o indeferimento e pedindo que os animais sejam entregues ao governo do estado, o que representaria o fechamento da área do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras).

Em nota, o governo estadual afirmou que reconhece a importância de iniciativas como a da Associação Mata Ciliar e que, por um erro administrativo, o documento foi parcialmente inscrito no sistema sem o parecer final.

Ainda conforme o estado, “até que se encontre uma solução conjunta para o manejo dos animais, que continuam sendo assistidos no local, está sendo emitida uma autorização provisória”.

Com relação à permanência da associação no atual espaço, o governo informou que haverá uma reunião nos próximos dias, com a associação, dando sequência às tratativas para encontrar local que possa atender plenamente às atividades da Mata Ciliar e do aeroporto.

“A Lei Federal 12.725/2012 determina que é proibido esse tipo de atividade nas proximidades de aeroportos em razão do risco para as aves e para o tráfego aéreo. Uma nova reunião com a associação e com a Prefeitura de Jundiaí será convocada nos próximos dias a fim de buscar alternativas para o caso”, diz a nota.

Cuidados dos animais

A associação está há 27 anos em Jundiaí, interior paulista, e cerca de 40 mil animais já foram recebidos ao longo do tempo no local. No ano passado, segundo a Mata Ciliar, foram 7.106 animais de 83 municípios do estado de São Paulo.

Há cerca de dois anos a área se envolveu em uma polêmica por estar sendo leiloada pelo governo do Estado.

Em 2021, a concessionária VOA-SP entrou com uma ação de despejo contra a Associação Mata Ciliar dando 48 horas para retirar mais de 130 animais de uma área de 30.000 m². A ação ainda está aguardando julgamento no Tribunal de Justiça.

Fonte: g1

Foto: Divulgação/Associação Mata Ciliar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 − um =